A carregar...

PRÉMIO REPORTAGEM PARA SANDRA AZEVEDO

PRÉMIO REPORTAGEM PARA SANDRA AZEVEDO

A jornalista Sandra Geraldo de Almeida Azevedo é a vencedora do Prémio Macau reportagem 2013 com a reportagem “Viver com pouco”.
Transmitido no telejornal do dia 27 de Setembro de 2013, no Canal Macau da TDM, o trabalho foi premiado pelo interesse do tema escolhido, o qual transmite o olhar humano sobre um lado mais obscuro de Macau. O tema abordado é quase um tema tabu numa sociedade que se apresenta rica e próspera aos olhos da comunidade internacional. O trabalho destaca-se, também, pelo facto de trazer a público casos de indigência não só de trabalhadores estrangeiros como também de residentes permanentes da RAEM. A reportagem reveste-se, assim, de um enorme impacto social, principalmente conseguido através da construção da imagem fílmica, tendo em consideração as dificuldades em penetrar nestes grupos sociais mais desfavorecidos.
Sandra Azevedo nasceu em 1987 Macau onde viveu até aos 12 anos. Em 1999, viajou com a família para Portugal onde concluiu a licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social, do Instituto Politécnico de Lisboa. Em 2011, e após dois estágios curriculares, regressa a Macau exercendo a profissão no Canal Macau da TDM.
A Fundação Oriente instituiu, em 2009, o Prémio Macau – Reportagem, destinado a galardoar o melhor trabalho jornalístico sobre Macau, nas vertentes cultural e socio-económica, publicado em órgãos de comunicação social da RAEM e de Portugal. O Prémio tem um valor pecuniário de 50.000,00 patacas.

CANDIDATURAS AO PRÉMIO 2014
De 15 de Dezembro de 2014 a 30 de Janeiro de 2015, a delegação da Fundação Oriente em Macau aceita candidaturas à sexta edição do Prémio Macau Reportagem. O prémio será atribuído a um/a jornalista profissional, autor/a do melhor trabalho produzido em todo o universo dos meios de comunicação social – imprensa, televisão, rádio e internet – da Região Administrativa Especial de Macau e de Portugal. Ao prémio podem candidatar-se apenas jornalistas actualmente residentes em Macau ou com percurso profissional mínimo de três anos de presença em Macau, independentemente da nacionalidade ou da língua de trabalho dos candidatos. Os trabalhos publicados ou emitidos em língua que não a portuguesa deverão ser acompanhados da respectiva tradução.
As candidaturas deverão ser entregues até às 18.00 do dia 30 de Janeiro de 2015, na delegação de Macau da Fundação Oriente.


REGULAMENTO

REGULATION