A carregar...

I’M TOO SAD TO TELL YOU

Exposição de José Drummond na Casa Garden – Delegação de Macau da Fundação Oriente

 Exposição-de-José-Drummond-1.jpg


De 20 de Janeiro a 24 de Fevereiro de 2017

“I’m too sad to tell you”, do artista José Drummond, apresentou mais de 20 obras totalmente inéditas entre fotografia, instalação vídeo e objectos, ao longo das quais o artista explora os conceitos de luz e de sombra, espelhados, reflectidos e multiplicados, exibidos numa condição teatral, cenográfica, quase encenada. As obras apresentadas referenciam trabalhos de artisas influentes na obra de José Drummond como Monet, Man Ray, Gonzalez Torres e Bas Jan Ader.
Ora transparente, ora opaca, a obra de José Drummond consubstancia uma ambiguidade capaz de apontar direções tão distintas quanto pequenos fragmentos de questões existenciais: a identidade (o nascimento do eu), o amor (eu + tu = Infinito), a morte (fim). A impermanência do falhanço ou sucesso dançada ao ritmo de questões essenciais da vida, sempre repetidas até ao infinito líquido e inconclusivo, expressão máxima da existência, jogo absurdo, teatralizado.
O espaço que José Drummond nos apresenta é aberto, livre e líquido. É aberto porque questiona sem concluir. É livre porque escapa aos próprios cânones nos quais a arte contemporânea escolheu encerrar-se. É líquido pela sua capacidade de rejeitar a forma fixa.

Margarida Saraiva, curadora


Exposição-de-José-Drummond-2.jpg


José Drummond, artista plástico português, radicado em Macau há mais de 20 anos, três vezes nomeado para o prémio mais importante de Hong Kong, o SovereignAsianArtPrize, que distingue os melhores artistas a trabalhar na Ásia, apresenta a sua primeira exposição individual em 4 anos.
Durante o ano de 2016, o artista teve o seu trabalho exposto na Berlin TransartTrienalle, participou em festivais de vídeo de Portugal, Espanha, Áustria e Berlim. Em Macau, completou um trabalho especificamente para o Festival Literário Rota das Letras. O artista plástico terminou o ano de 2016 com a projecção de “Thismonsterofbeautyisnot eternal”, na Cinemateca Paixão, no passado dia 28 de Dezembro, introduzindo já a exposição que a partir de hoje apresenta na Casa Garden.