A carregar...

Os Lusíadas em Chinês

Os Lusíadas em Chinês

No mesmo ano em que era dado um passo decisivo para a divulgação da nossa cultura na China, nomeadamente através da publicação em chinês da Colecção Sínteses da Cultura Portuguesa, dava-se por concluído um trabalho de grande fôlego destinado a divulgar, aos povos de língua chinesa, a obra maior da literatura portuguesa. Seis anos foi quanto Zhang Weimin, natural de Beijing, levou a passar para caracteres chineses os cerca de 9000 versos de Os Lusíadas – desde “As armas e os barões assinalados” até “Sem à dita de Achiles ter enveja”. E para melhor ajudar o leitor chinês a compreender o texto, o tradutor acrescentou cerca de 900 notas sobre mitologia greco-latina, geografia e história.